Ortopedia - Traumatologia - Cirurgia de ombro
Videoartroscopia - Artroplastias - Osteossínteses - Traumatologia do Esporte
Tendinite calcária do ombro

O que é?

A tendinite calcária é uma causa comum de dor no ombro tanto no atleta como no sedentário, parecendo ser mais frequente em indivíduos com atividades leves. Acomete mais frequentemente o sexo feminino entre os 30 e 50 anos, no lado não dominante. A bilateralidade varia de 25-50%. O tendão do manguito rotador mais acometido é o supraespinal, sendo que de forma isolada pode chegar a 70% dos casos. Quando associado ao infraespinal, somam 90% dos casos.

Causa?

Sua origem é ainda não compreendida, sendo ela desconhecida. Sabe-se que existe um fenômeno metaplásico (substituição do tecido normal por outro anormal naquela localização) fibrocartilaginoso que deposita hidroxiapatita no interior das fibras tendíneas. Nas teorias mais aceitas, cita-se a hipóxia tissular, a hialinização das fibras tendíneas, o ph do tecido e um antígeno de histocompatibilidade específico estariam envolvidos nesta enfermidade.
Esse fenômeno é cíclico, passando por algumas fases bem descritas por Uhthoff e Sarkar, conforme demonstrado pelo fluxograma.

Fluxograma de Uhthoff e Sarkar: descrição cíclica da enfermidade e sua correlação com os sintomas dolorosos.

Sintomas e Exames Complementares?

A dor pode ocorrer por 2 mecanismos:


Os exames de Raios X, ultrassonografia e ressonância magnética são suficientes para fazer o diagnóstico, sendo que o radiográfico tem valor de seguimento.

Rx demonstrando tendinite calcária do tendão supraespinal do manguito rotador. Esta situação é a mais frequente.
Rx demonstrando tendinite calcária do tendão subescapular.

Tratamento?

O tratamento é, na maioria dos casos, conservador com anti-inflamatórios não-hormonais, infiltrações (nunca mais que 3 de acordo com os padrões atuais adotados) e reabilitação com fisioterapia.
Quando existe um aumento no tamanho do depósito de cálcio maior que 1,5 cm, crises constantes de dor e piora funcional progressiva orientamos o tratamento cirúrgico por artroscopia.

Imagem Artroscópica do abscesso químico formado pelo acúmulo de cálcio no interior dos tendões.
Drenagem videoartroscópica do abscesso químico no interior do tendão supraespinal.